segunda-feira, 23 de julho de 2007

Reforma no ap!

Pois é! Comprei um apartemento e resolvi fazer uma reforma antes de ir morar nele, para ser tranquilo!! hehehehe, ledo engano!
Na hora me lembrei das primeiras aulas de Engenharia de Software que assisti (1995 ou 1996) sobre Qualidade de Software e que o desenvolvimento deveria seguir o processo estabelecido pela Engenharia Civil, que consegue planejar e modelar adequadamente para fazer uma única e certeira implementação (construção). Mais uma ilusão que cai por terra! :D

Contratei um bom mestre de obra, pedreiro e ajudante. Com experiência, resultados comprovados (outras obras e reformas), motivados e bem pagos (acima do valor de mercado).

Vários fatos:

Olhamos a planta, medimos e ficou tranquilo perceber onde estava a coluna de água da cozinha. Os pedreiros começaram cortando a parede para passar a rede elétrica e a água quente, só que alguém no momento da construção percebeu que o registro principal iria ficar mal posicionado e rearranjou o projeto, sem atualizar a documentação. Resultado: Muita água na cozinha! heheheheh! E os vizinhos sem água!!!

Fui um dia lá e disse para os pedreiros:
-Vamos arrancar os azulejos, piso dos banheiros e louças, e colocar canos para água quente.
O cara olhou para mim e disse:
- Tranquilo, já fiz isto diversas vezes.
Resultado: Canos colocados e água quente só no chuveiro. O pedreiro alegou dizendo que não era comum água quente na pia!! hehehehe.
Eu : -mas as torneiras tem misturador (duas entradas de água)!
Resposta: -iamos ligar as duas na água fria! hehehehehehe (brincadeira né??!!!)
Eu: - blz, corta o resto da parede, e liga com os canos que já estão no banheiro. Que vai dar tudo certo!

Ahhh, ia ficar sem um registro geral para a água quente. Nunca iria poder fazer manutenção em registros dos banheiros/cozinha ou no próprio junker, sem molhar bastante! hehehehehe

Prazo: Faz duas semanas que a estimativa é de três semanas. Não há enrolação, vejo o trabalho andando, mas percebo que não conseguem mensurar todos os pontos da reforma. Por exemplo: o piso parede da cozinha era de 20 m2 por dia (com alta qualidade). Só que minha esposa quis os das paredes em formato de losângulo! Pronto, foi por terra a estimativa e o prazo. Além disto os pisos se mostraram mais duros que o normal, mesmo eles possuindo equipamentos novos e adequados.

Conversei com amigos que usaram arquitetos também. Estes profissionais tem o ser valor, principalmente nas decisões de mudanças nas peças, luzes, combinações, qualidade dos materiais, etc (passei horas dentro de lojas imaginando o que ficaria melhor e mais adequado). Mas estes amigos passaram por experiências bem parecidas com as minhas (equívocos, má interpretação do que desejavam, prazos estourados, etc).


Fim da história:

Decepcionado com o que meus antigos professores, livros e marketing de informática; que me venderam uma idéia errada sobre Engenharia Civil; resolvi aplicar algumas práticas de Extreming Programing na construção Civil! Vou cedo pela manhã, converso com eles sobre o que será feito durante o dia, onde atuarão, quais as necessidades de materiais para o dia, etc.
No final da tarde vou de novo, para ver o que foi feito, repensar, visualizar o resultado, corrigir equívocos. Ainda não sei o prazo (acho que três a quatro semanas) mas estou contente com o resultado. :D

7 comentários:

Retruco disse...

ae Luciano!
Parabens pelo apto novo, novo pra min, não sabia que tinhas comprado um.
Gostei da historia, colocando as técnicas e ferramentas da infomatica, na construção civil.
depois quero ver esse apto, claro que pronto né.
imaginei a tua cozinha, deve ter ficado tipo meu banheiro quando estragou a torneira, e eu não sabia que tinha um registro em baixo da pia. heuheuhueheuhe
boa reforma, se precisar de ajuda pra mudança, não me liga! heuheueh
to brincando!
abração Luciano

Luciano disse...

Isto ae Retruco! Tem que deixar a caixa esvaziar! hehhehehehe!

Geison disse...

opa!!

tche luciano não sei o que da mais dor de cabeça, se é construir algo, ou reformar heheh, mas tudo que o que tu falou faz "parte" de um projeto. Olha o lado bom disso tudo, você tem algo diferente para por no blog :D

Boa roforma e tira alguma foto depois.

e ja que tu falo em cano vou te contar uma piadinha:

O que o super mario(encanador) foi fazer no psicologo? Ele tava passando por uma fase dificil huaiohua

Amplexo!

Rafael disse...

Que sofrimento luciano, parece eu tentando fazer qualquer coisa pelo telefone, ahahahaha... Mas é isso ai luciano, boa sorte na reforma, tenho certeza que vai ficar massa... e eu fiquei com uma dúvida... Os pedreiros já te enviaram os diagramas de caso de uso, diagramas de sequência da obra, especificação de requisitos ? cobra eles !!! ahahaha

Aquele abraço

jorge disse...

Você fala em Engenharia Civil, mas que esqueceu de contratar um Engenheiro! Não há engenharia sem engenheiro. As pessoas querem economizar, deixam de contratar um profissional habilitado, e acabam gastando o dobro, caindo na mão de "mestres" de obras.
Que sua experiencia sirva de lição para quem pretende começar uma obra por conta própria.

Luciano disse...

Jorge, me desculpa se dei uma conotação de obra civil ao post. Meu conhecimento e experiência é em desenvolvimento de software, não em construção de obras.

De qualquer forma estou feliz com o resultado e com o custo da reforma. O que talvez me instigue a novas empreitadas deste tipo. :)

jorge disse...

Luciano, demorei para responder porque estva pensando em uma boa resposta! Brincadeirinha...
Reforma de apartamento não é obra civil? Voce reclama da incompetencia de pedreiros e "mestres" de obra e diz que não adiantou usar os principios de planejamento oriundos da Engenharia Civil. Voce está feliz com os resultados e custos da obra. Isso não quer dizer que os resultados foram os melhores possiveis, nem que os custos foram os menores possiveis para os mesmos resultados. Pelo que entendi voce acha que a sua experiencia em desenvolvimento de software substituiu o trabalho de um engenheiro. O fato de voce ter contratado pedreiros e "mestres" incompetentes não quer dizer que a Engenharia Civil pode ser substituida por outros tipos de engenharias para obter melhores resultados. Transporte o modelo de gestão no qual voce se baseou para substituir o Engenheiro Civil (ou o Arquiteto) para um problema mais complexo e verá que a sua obra pode terminar até em tragédia.
É como contratar "o sobrinho de um amigo, que não é formado, mas é um gênio e entende muito de computador" para alterar uma arquitetura de rede (exemplo escolhido a dedo, para mostrar que a mesma palavra... bom, voce entendeu)
Boa sorte nas futuras empreitadas.
Jorge Reis